Pena pesada.

Tirando os crimes por homicídio e pedofilia tenho sempre muito respeito por quem vai dentro. Ficar privado de liberdade é do pior, não só para o condenado como para a família e amigos.

Há um desdém, uma mesquinhez, um desejo maquiavélico, nos portugueses que vibram com este tipo de desgraças.

Se acho correcto um presidente de um clube de futebol usar-se do seu estatuto autárquico para beneficiar construtores? É claro que não. O que José Eduardo Simões fez não foi mais do que dezenas de presidentes de clubes, de norte a sul, fizeram. Ele preside um clube de futebol, e o futebol é o maior nicho de corrupção – sempre avalizado por todos os que vão as estádios gritar pelos golos.

Ele entrou em jogadas menos claras mas possíveis na promiscuidade existente entre a política e o futebol. Tudo para arranjar dinheiro para o clube. Sim, ou são as empresas da região que ajudam? Ou são os sócios e adeptos que entram com donativos para verem a sua equipa (que são desde pequeninos)  ganhar?
Não são, pois não?

O presidente da AAC/OAF entrou nas lavagens possíveis de dinheiro para o clube, não em proveito próprio. Não consta que o homem se tenha enchido para bem pessoal, sim para a tal BRIOSA – que até reconquistou a Taça.

Julgo uma condenação pesada. Mas mais pesada, e injusta, é a condenação social de muitos coimbrinhas. (Ingratos, digo eu). No mínimo, deviam estar estar caladinhos pois um dia poderá o azar bater-lhes também à porta. Da cadeia e do hospital ninguém está livre. Gente santa? Já nem no Vaticano.

Anúncios
This entry was posted by Paulo Abrantes.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: