Vidraça na Sé-Velha

IMG_2762

É inequívoco, e visível, o esforço que os proprietários dos espaços de diversão nocturna da Sé-Velha têm feito para melhorar a segurança e a traquilidade na zona.

Organizaram-se e sugeriram à PSP a participação mais activa na zona, através de rondas, assumindo o pagamento que fosse necessário. Ainda não têm uma resposta formal mas é certo que ultimamente policia à paisana tem rondado a Sé-Velha.

Quando os morados pensavam que iam ter a sua qualidade de vida melhorada, consequência do melhoramento funcional dos bares, eis que nasceu mais um problema. Instalou-se, lado a lado com os bares, e colado à Catedral, uma garrafeira que tem horário de encerramento à meia-noite. Não tenho nada contra as garrafeiras, e considero a concorrência saudável (quando é leal), a questão é que a quantidade de vidro partido por metro quadrado já começa a meter nojo e, pior, é perigoso. Muitas quedas se dão na Alta (as mulheres de salto alto sabem bem disso) e vidros partidos no chão não é muito agradável.

Os bares da zona não podem vender bebidas em garrafa de vidro, a qualquer hora, e uma garrafeira mesmo ao lado pode? A grande maioria opta pela garrefeira porque os preços são bem mais baratos e convidativos. Os clientes instalam-se nas escadarias da Sé-Velha, e no espaço circundante, a beber e na grande maioria dos casos a partirem as garrafas imediatamente a seguir a serem bebidas.

Julgo que a garrafeira em questão devia pedir a quem os licenciou para colocarem um vidrão à porta, e terem um postura pedagógica incentivando os seus clientes a colocaram o vidro no vidrão ou, noutro caso, a partirem as garrafas à porta das suas casas.

Façam uma promoção: a cada 10 garrafas devolvidas a garrafeira oferece uma litroza. Que vos parece?

vidros

Anúncios
This entry was posted by Paulo Abrantes.

2 thoughts on “Vidraça na Sé-Velha

  1. Boa tarde!!! É com grande admiração que vejo este artigo!!!!! A garrafeira abriu a cercra de 20 dias e pelo que escreve só desde esta abertura é que se vê garrafas no chão, será verdade??? Será que antes de existir a Garrafeira não havia garrafas no chão????? Por amor de Deus, devemos ser honestos!!!! E mais tenha atenção às fotografias pois algumas delas foram tiradas muito antes de existir a garrafeira!!! A ideia do vidrão acho otima para todas as pessoas que frequentam a Sé Velha poderem usufruir. Ivo Von Doellinger

  2. Ivo, a garrafeirta aumentou consideravelmente as garrafas existentes na zona, sejamos honestos. Qualquer dúvida é só perguntar aos funcionários de limpeza da CMC.
    As fotos foram tiradas 24 horas antes da postagem.
    Não tenho nada contra Garrafeiras e julgo que todos têm espaço para o seu negócio mas tem de haver mais cuidado com a saida de vidro dos estabelecimentos.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: